Rede de Pontos de Cultura do Município de Pelotas
img_conceitual.jpg
Clube Cultural Fica Ahí.Histórico
nome imagem fundonome imagem frente
O Clube Cultural Fica Ahí Pra Ir Dizendo, tradicional entidade social de Pelotas, foi fundado por iniciativa de alguns amigos que, reunidos em bela e quente tarde do dia 27 de janeiro de 1921, na Praça da República (atual Cel. Pedro Osório), resolveram fundar um cordão carnavalesco para abrilhantar os já famosos carnavais de Pelotas. A idéia foi tomando vulto, e imediatamente Osvaldo Guimarães da Silva sugeriu o nome de Cordão Carnavalesco Fica Ahí Pra Ir Dizendo, tendo escolhido como cores o azul e o branco, que foi aceito por seus colegas com muito entusiasmo. O desfile do grupo foi um sucesso, sendo que seus componentes resolveram prosseguir com o empreendimento, fundando, dessa forma, o clube que, com o decorrer dos anos, tornar-se-ia uma sociedade formada de negros que se reuniam para confraternizar por meio de bailes, quermesses, chás, festivais e jogos diversos. O clube atualmente, é fruto da semente plantada e regada com sacrifício e amor por homens e mulheres que, deixando o recesso de seus lares, dedicaram horas de suas vidas na formação do patrimônio da sociedade. Muitos já partiram, mas alguns de seus descendentes continuam fazendo parte do quadro social do clube, nascido do impulso de alguns jovens de formarem um cordão carnavalesco, dando os primeiros passos para a formação do Clube Cultural Fica Ahí Pra Ir Dizendo.
Clube Cultural Fica Ahí
.Ponto de Cultura
nome imagem frentenome imagem fundo
O papel do Ponto de Cultura Fica Ahí é digitalizar seu acervo afim de manter seu patrimônio histórico e cultural. Tem-se como objetivo valorizar a etnia afro-descendente por meio da organização de palestras e seminários, que dêem conhecimento da cultura negra à sociedade.